Reunião Anual de Atletas Paralímpicos a 1 de fevereiro em Coimbra

O Comité Paralímpico de Portugal (CPP) promove no próximo dia 1 de fevereiro, sábado, a Reunião Anual de Atletas do Programa de Preparação Paralímpica Tóquio 2020.

O evento a realizar no Auditório Rui de Alarcão da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra, entre as 09:30 horas e as 16:45 horas, contará com a presença dos atletas que se encontram na fase decisiva de qualificação para os Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 e respetivos treinadores, parceiros de competição e técnicos assistentes desportivos, para além da Chefia da Missão Portuguesa a Tóquio 2020 e da Comissão Executiva do CPP.

Também o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, e o Presidente do Instituto Nacional para a Reabilitação, Humberto Santos, são presenças confirmadas naquele que será um momento de partilha, formação e preparação da Missão Paralímpica Tóquio 2020 de relevância acrescida para todos os intervenientes e para o movimento paralímpico nacional.


O Coordenador do Programa de Preparação Paralímpica Tóquio 2020 e Vice-Presidente do Comité Paralímpico de Portugal, Carlos Lopes, afirma que o “encontro anual de atletas e de equipas técnicas integradas no Programa Paralímpico Tóquio 2020 constitui-se como um momento importante de auscultação de necessidades, de partilha de informação e de formação, sendo que, no presente ano, as questões que se prendem com a preparação e com a participação da Missão Paralímpica nos Jogos de Tóquio assumem maior relevância”.

Acrescenta que é intenção do CPP que “todos aqueles que aspiram competir em Tóquio possam dispor de toda a informação relevante, que conheçam, interajam e partilhem experiências, e que, sobretudo, se sintam fortemente motivados para representar o nosso País na capital nipónica com esforço, dedicação e alegria”.

José Macedo: «Evolução do boccia é imensa» (Jornal Record)

É o segundo atleta paralímpico português mais medalhado em atividade nos Jogos

• Foto: Reuters

Destaca-se no boccia e é o segundo atleta paralímpico português mais medalhado em atividade nos Jogos. Já garantiu o apuramento para Tóquio’2020 e analisa uma carreira carregada de histórias e com distinções por parte das mais altas patentes.

RECORD – O José é o segundo atleta paralímpico português mais medalhado em atividade nos Jogos Paralímpicos. Como vê esse facto e imaginava que isso fosse possível há uns anos?

JOSÉ MACEDO – Para mim é um orgulho ser o segundo atleta mais medalhado, mas não é por isso que deixo de lutar por mais medalhas, porque a minha vontade de vencer é mais do que muita. Há uns anos, nunca imaginei que isso fosse possível mas, como já disse, a vontade de vencer levou-me a que tal pudesse acontecer e, assim sendo, continuarei a lutar por mais medalhas.

R – Acaba por acarretar uma pressão extra nas suas prestações devido a esse facto ou não vê a situação dessa forma?

JM – Eu não vejo isso dessa forma porque a pressão existe devido a nós próprios. Ora, ao conquistar várias medalhas, esse facto faz com que os outros exijam sempre mais de nós, mas eu lido bem com as pressões e gosto desse género de pressões, sejam elas boas ou más. Só fazem de mim mais forte!

R – Como vê a evolução da sua carreira ao longo dos anos?

JM – A minha evolução foi fantástica. Fui ganhando várias medalhas e também fui impondo o meu nome no mundo do boccia. Hoje todos olham para mim com respeito, e pessoalmente é um orgulho ser um dos melhores tanto numa escala mundial como também a nível nacional.

R – Começou na modalidade de boccia por que razão?

JM – Comecei em 1992 através de um convite da Associação de Paralisia Cerebral de Braga (APC) e adorei o boccia, muito porque eu adoro desporto. Através dele mostro o que valho e desde 2009 represento o Sp. Braga.

R – Portugal tem tido bons resultados no boccia nas várias provas. A que é que se deve tal facto?

JM – Esse facto deve-se muito ao trabalho feito ao longo dos últimos anos por pessoas competentes e também pelas capacidades e qualidades dos nossos atletas. Mas não podemos adormecer, porque a evolução do boccia é imensa e isso obriga-nos a trabalhar cada vez mais e mais, além de termos de investir em bons materiais.

R – Que rotinas de treino acaba o boccia por ter de diferente de outros desportos?

JM – A principal diferença é que dependemos sempre de terceiros para nos deslocarmos e também precisamos disso para treinar, porque se não, nada feito.

R – Como acaba por ser o seu dia-a-dia? Quanto tempo treina por dia?

JM – O meu dia-a-dia é tranquilo. Passa por estar em casa, ir ao café, navegar pela internet, passear um pouco e ver futebol, o que adoro muito. E depois tenho os dias de treino estipulados, já que acaba por haver quatro sessões por semana, o que equivale mais ou menos a de 10 a 12 horas por semana… Não é algo agradável, porque como já disse dependemos sempre de terceiros e isso dificulta muito os treinos. Além disso, também existem poucos espaços livres e disponíveis para os nossos treinos.

R – Quem tem sido o maior suporte na sua carreira?

JM – Sem dúvida alguma o meu pai. Mas englobo igualmente toda a minha família e todos aqueles que me rodeiam na vida e no desporto.

R – Aponta a que objetivos a curto e longo prazo?

JM – Não prometo medalhas mas sim muito trabalho e empenho e com isso o resto vai aparecer, pois o meu espírito é o de um vencedor, e continuará a sê-lo, independentemente da idade.

R – Você é uma presença constante nos Jogos Paralímpicos? Este ano vai chegar a Tóquio com que ambições? Pretende chegar à medalha de ouro ou será passo a passo?

JM – As minhas ambições serão as mesmas de sempre, mas será sempre passo a passo… jogo a jogo e bem ciente das dificuldades que irão aparecer ao longo da competição.

R – Sente que as pessoas lhe dão outro valor também pelos resultados que tem obtido?

JM – Claro que sinto isso, pois já fui alvo de inúmeras homenagens, quer a nível local, quer a nível nacional, das quais destaco a medalha da Ordem de Mérito dada pelo nosso presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. Como também tenho o meu nome num gimnodesportivo aqui na minha freguesia em Merelim, em S. Pedro, Braga, também recebi dois capacetes da legião de ouro do Sp. Braga e fui embaixador da cidade europeia de desporto 2018 aqui também. Tudo isso já dá para ver o reconhecimento que as pessoas têm em relação à minha pessoa.

R – Como é recebido na sua cidade, Braga?

JM – Sou bem recebido e todos têm um carinho enorme por mim. Até me chamam de campeão…

R – Que mensagem é que já recebeu de congratulação pelos seus resultados e que o marcou mais?

JM – São várias, mas as que me marcam mais são as dirigidas por chefes de Estado…

R – Que principais histórias guarda da sua carreira? Há alguma marcante ou engraçada e que nunca esqueça?

JM – Sim, há uma da qual me lembro. Tenho de destacar a final dos Jogos Paralímpicos de Sidney’2000, onde defrontei o meu colega de seleção Armando Costa e venci. Dormimos os dois no mesmo quarto durante três semanas e nessa noite nem falámos. Também durante o jogo, a selecionadora da altura, Helena Bastos, repartia-se no apoio aos dois dizendo ‘Boa, Zé!’ e ‘Força Armando!’. Foi giro ver ao vivo e sentir isso tudo…

R – Como vê a evolução das modalidades paralímpicas em Portugal nos últimos anos?

JM – Vejo de bom grado, pois os apoios governamentais são cada vez melhores e isso ajuda no desenvolvimento das modalidades. Faz com que nos possamos sentir uns verdadeiros atletas e com vontade de lutar por voos mais altos. Isso leva a que as próprias instituições, bem como os clubes, invistam mais no desporto adaptado, para ver se aparecem novos talentos para o futuro, algo que é bem preciso …

R – De que forma é importante o apoio de entidades como os Jogos Santa Casa?

JM – Na vida nada cai do céu e esses apoios são sempre bem-vindos, pois como temos uma sociedade que ainda não está muito virada para o desporto adaptado, acaba por haver uma maior dificuldade a nível de patrocínios. Por isso, o pouco que há já é muito bom e só temos de agradecer à Santa Casa.

R – Portugal pode chegar às 100 medalhas conquistadas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Pensam muito nessa meta? Os atletas fala entre si sobre esse assunto?

JM – Basicamente nós pensamos em trabalhar e em dar o nosso melhor. Se isso vier a acontecer, ficaremos todos felizes…

R – Tem definida uma meta de medalhas para a sua carreira? Se sim, em quantas é que pensa?

JM – Não vou definir metas, pois já consegui imensas medalhas e com certeza irei ganhar mais, porque sempre tive e continuo a ter a ambição de vencer.

R – Você participa nas categorias de pares e individual. Em qual das duas prefere competir e de que forma se tem de adaptar a cada um delas de forma diferente?

JM – Gosto de competir nas duas provas. Obviamente que em pares não dependo apenas de mim próprio, já que tem de existir sempre uma sintonia entre os dois atletas, quer nas decisões tomadas quer nas opções relativas ao jogo…

R – Qual é que é a sua limitação? O boccia ajudou a saber lidar com ela?

JM – A minha limitação foi adquirida aos 7 anos. Tive uma encefalite e desde aí estive quatro anos no hospital e depois regressei às aulas em 1984. Conheci o boccia em 1992 e, como adoro o desporto, agarrei a chance, pois tenho garra e muita vontade em vencer. Praticamente nem tenho tempo para pensar que estou numa cadeira de rodas.

Por Filipe Balreira (Jornal Record, em https://www.record.pt/fazemos-campeoes/detalhe/jose-macedo-evolucao-do-boccia-e-imensa?ref=Pesquisa_Destaques)

Luís Caravana vence a 1ª Volta do Regional Norte

Realizou-se no Pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo – Paredes, nos dias 25 e 26 de janeiro, a 1ª volta do Regional Norte de Boccia da classe BC3, com a participação de 35 atletas oriundos de 13 clubes.

Luís Caravana venceu a 2ª divisão desta primeira volta do Regional Norte, somando como vitórias todos os jogos realizados. Acompanhado pelo seu pai, Afonso Costa, o Guerreiro do Minho fez valer o seu jogo perante os adversários do grupo de qualificação. Na fase a eliminar, venceu Bruna Barros (INB) nos 1/4 de final, Virgílio Ferreira (SFA) nas 1/2 finais e Rui Silva (ABLS) na final. Desta forma, Luís Caravana posiciona-se muito favoravelmente para discutir a participação na fase nacional e voltar a subir para a 1ª divisão da modalidade.

Na prova referente à 1ª divisão regional, assistiu-se a jogos extremamente competitivos entre os 15 melhores atletas da zona norte, muito especialmente entre aqueles que fazem parte dos trabalhos da seleção nacional, bem como outros que se encontram num patamar elevado, mesmo pelos parâmetros nacionais.

Neste escalão, o Sporting Clube de Braga apresentou 1/3 dos atletas em prova, o que é um facto digno de realce e que demonstra a sua força competitiva nesta divisão.

A estreante Joana Pereira teve dificuldades no seu primeiro jogo de sempre na 1ª divisão regional, “apadrinhado” pelo seu companheiro de clube, José Carlos Macedo. No entanto demonstrou o seu potencial ao ter vencido 2 dos 4 parciais, apesar de não terem sido suficientes para vencer. Contra o atleta do SC de Espinho, Bruno Pinho, fez-se notar a sua inexperiência na modalidade e classe (a fazer a sua 2ª época), como na divisão, tendo realizado um jogo atípico que permitiu a vitória ao seu adversário. Já no terceiro jogo do grupo de qualificação, venceu Carlos Paiva do Feirense (AFD) de forma segura.

Por sua vez, Eunice Raimundo teve dificuldades no jogo que realizou perante o Campeão Nacional, Avelino Andrade (APPC Porto). Contra o atleta do FC Porto, Tiago Tavares, apesar da vitória nos seus parciais não foi suficiente para superar os resultados dos parciais adversários.

Mário Peixoto passou a fase de grupos mas não ultrapassou os 1/4 de final ao ser derrotado pelo seu colega de clube José Carlos Macedo.

José Gonçalves e José Carlos Macedo ultrapassaram consistentemente os seus grupos. Nos 1/4 de final, José Carlos Macedo venceu o seu colega de clube Mário Peixoto, e José Gonçalves venceu Tiago Tavares (FC Porto).

Nas 1/2 finais, a estrutura da prova ditou o encontro dos dois arsenalistas os quais disputaram o acesso à final. O jogo correu favoravelmente a José Gonçalves nos dois primeiros parciais (2-0), mas José Carlos Macedo deu a volta ao mesmo nos dois últimos parciais, acabando por vencer por 4-2.

Nas finais da prova da 1ª divisão, José Carlos Macedo não conseguiu bater o seu colega da seleção, e campeão nacional, Avelino Andrade (APPC Porto), e José Gonçalves também não bateu Armando Costa (APPC Porto) na discussão do 3º lugar.

Em 21 e 22 de março realizar-se-à a 2ª volta do Regional Norte, em Santa Maria da Feira, sendo que as classificações agora obtidas serão somadas às que irão ser aí alcançadas para a atribuição das classificações finais.

Esta prova atribui os lugares para a participação na fase nacional do calendário nacional de provas federadas de Boccia, bem como definirá os atletas das 1ªs e 2ªs divisões para a próxima época.

Vídeo com as fotos: https://youtu.be/4RhCuE3y8kM

Classificações finais SCB

1ª DIVISÃO

2º José Carlos Macedo

4º José Gonçalves

7º Mário Peixoto

11º Eunice Raimundo

12º Joana Pereira

2ª DIVISÃO

1º Luís Carvana

Boccia Sénior na “Final Four da Liga de Futebol”

O Programa Boccia Sénior Braga esteve presente na Fan Zone da Final Four da Liga Nacional de Futebol. Durante o evento foram realizadas provas de jogo e provas de skills específicos da modalidade, divididas em 2 níveis de dificuldade, que captaram a atenção do público presente, traduzindo-se em momentos de grande espectáculo, diversão e fair play.

Especial destaque às provas de skills, nas quais foi visível o entusiasmo dos participantes, nomeadamente nas provas de nível B, um nível de exigência direcionado ao perfil dos praticantes mais evoluídos tecnicamente. Os aplausos do público mais jovem presente nas bancadas e dos “curiosos” (cidadãos adultos e seniores) que por ali passaram, reforçaram a motivação e autoestima dos jogadores.

Ambiente fantástico, com oportunidade dos atletas falarem para a comunicação social e para o público presente sobre a modalidade que tanto gostam, numa atmosfera muito animada e dotada de uma grande dinâmica promovida pelo “speaker” do evento e pela comunicação da CM Braga.
Estiveram presentes cerca de 100 participantes, oriundos das diferentes Uniões e Juntas de Freguesia e uma IPSS (Centro Social e Paroquial da Adaúfe).

Registo fotográfico – https://photos.app.goo.gl/SiuRVzz8pYzrwD5S7

Calendarização 2019-2020 (Atualização Março)

Ref.Mês/AnoDiasLocalActividade
1Set-1921 e 22CAR V.N.Gaia1º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
2Set-1923 a 27Porto2º Estágio  da Seleção Nacional de Boccia: Parcelar – Equipa BC1-BC2 e Par BC4
4Out-191BragaIIIª Edição Troféu Amizade – 2ª Volta – Boccia Sénior
5Out-197 a 11 e 14 a 18Porto3º Estágio  da Seleção Nacional de Boccia: Parcelar – Equipa BC1-BC2 e Par BC4
6Out-1912 e 13V.N. Gaia4º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
7Out-Nov-1926 a 04Póvoa de VarzimOpen Mundial de Boccia
8Nov-1916 e 17SeixalCampeonato Nacional de Sub-21 e Sub-14
9Nov-1926Braga1ª Volta da 2ª Liga Boccia Sénior Braga (IPSS)
10Dez-195Braga1ª Volta da 1ª Liga Boccia Sénior Braga
11Dez-1907 e 08FelgueirasCampeonato Regional de Boccia Norte – BC1, BC2, BC4 e BC5 (1ª Volta)
12Dez-1914 e 15V.N. Gaia5º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
13Jan-2018 e 19V.N. Gaia6º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
14Jan-2025 e 26ParedesCampeonato Regional de Boccia Norte – BC3 (1ª Volta)
15Fev-2010 a 14V.N. Gaia7º Estágio da Seleção Nacional de Boccia – Parcelar – Equipa e Pares
16Fev-2015 a 16V.N. Gaia8º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
17Fev-2018Braga2ª Volta da 1ª Liga Boccia Sénior Braga (IPSS)
18Fev-2020Braga2ª Volta da 2ª Liga Boccia Sénior Braga
19Fev-Mar-2029 e 1MelgaçoCampeonato Regional de Boccia Norte – BC1, BC2, BC4 e BC5 (2ª Volta)
20Mar-2014 e 15V.N. Gaia9º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
21Mar-2016 a 20Porto10º Estágio da Seleção Nacional de Boccia – Parcelar – Equipa e Pares
22Mar-2021 e 22SM FeiraCampeonato Regional de Boccia Norte – BC3 (2ª Volta)
23Abr-2013 a 17Porto11º Estágio da Seleção Nacional de Boccia – Parcelar – Equipa e Pares
24Abr-2018 e 19V.N. Gaia12º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
25Mai-20 6S.J. da MadeiraIVª Edição Troféu Amizade – 1ª Volta – Boccia Sénior
26Mai-2004 a 08Porto13º Estágio da Seleção Nacional de Boccia – Parcelar – Equipa e Pares
27Mai-2009 e 10V.N. Gaia14º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
28Mai-2016MaiaCampeonato Nacional de Sub-21 e Sub-14
29Mai-2028BragaTaça da Liga Boccia Sénior Braga
30Mai-2030 e 31
(Por confirmar)
Guimarães
(Por confirmar)
Campeonato Nacional de Boccia Individual 2019-20
31Jun-2001 a 05Porto15º Estágio da Seleção Nacional de Boccia – Parcelar – Equipa e Pares
32Jun-2006  e 07V.N. Gaia16º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
33Jun-2020 e 21
(Por confirmar)
Mealhada
(Por confirmar)
Campeonato Nacional de Boccia Pares e Equipas 2019-20
34Jun-2019BragaIII Torneio S. João de Braga – Boccia Sénior
35Jun-2027 e 28V.N. Gaia17º Estágio da Seleção Nacional de Boccia
36Jul-2029 a 05Porto18º Estágio da Seleção Nacional de Boccia – Parcelar – Equipa e Pares
37Jul-2013 a 20Póvoa de VarzimOpen Mundial de Boccia
38Ago-2025 a 06TóquioJogos Paralímpicos

Boccia do SC Braga apoia a Semana da Inclusão do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira de Neiva

Na passada quarta-feira, dia 4 de Dezembro, a secção de Boccia do Sporting Clube de Braga fez-se representar nas cerimónias de comemoração da semana da inclusão do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira de Neiva, em Vila Verde. O Sporting Clube de Braga, em parceria com o agrupamento, dinamizou três momentos distintos, sendo o primeiro dos mesmos a exposição “À Conquista…” que estará exposta até ao final do mês de Janeiro 2020, para todos os elementos da comunidade escolar. 

O segundo momento iniciou-se com uma calorosa recepção por parte dos alunos, professores e direcção do Agrupamento aos atletas José Carlos Macedo e Paulo Oliveira, acompanhados pelos técnicos Paulo Correia, Andreia Venade e Isabel Oliveira. Estes atletas, e os seus técnicos, dinamizaram uma demonstração de Boccia onde todos os alunos tiverem oportunidade de experimentar a modalidade, bem como, por à prova as suas capacidades realizando provas de Skills. 

Para finalizar em grande, e após um óptimo café da manhã, a delegação da secção de Boccia seguiu para o auditório para tomar parte na tertúlia “Ler o Desporto”, onde os alunos apresentaram os atletas do SC Braga e o seu historial na modalidade.

De seguida passaram a palavra aos mesmos, para que pudessem testemunhar a sua caminhada na vida e na modalidade, e ainda falarem sobre o futuro que se avizinha!

A tertúlia finalizou com a sessão de autógrafos dos atletas e com a entrega de lembranças por parte da escola a todos os membros da delegação.

Maximinos, Sé e Cividade – Academia Sénior Dr. Egas Moniz – vence 1ª volta da 1ª Liga Boccia Sénior Braga 2019-20

Foi em ambiente de convívio e competição que se realizou no dia 05 de dezembro, no Pavilhão Desportivo de Lamaçães, a 1.ª Volta da Primeira Liga Boccia Sénior Braga 2019/20.

A Primeira Liga, orientada para os participantes inscritos no Programa Boccia Sénior Braga com proveniência das Uniões / Juntas de Freguesia do Concelho de Braga, contou com a participação de 26 equipas, que disputaram entre si os jogos do respetivo grupo, seguindo-se uma fase de eliminatórias até ser encontrado o vencedor.

Depois de jogos muito bem disputados, onde os praticantes mostraram estar muito concentrados e o trabalho de equipa, cooperação e estratégia se impunha, acabaram por passar aos oitavos de final as equipas das Juntas de Freguesia de: Maximinos, Sé e Cividade (representada pela Academia Sénior Dr. Egas Moniz – equipa 1); Ferreiros (equipa 1 e 2); Aveleda (representada pelo Centro Social e Paroquial de Aveleda – equipa 1 e 2); Mire de Tibães (equipa 2); São Vicente (representada pela Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos da Freguesia de S. Vicente – equipa 1); Parada de Tibães; Santo Estêvão; Lamaçães (representada pela ACARE – Associação Comunitária de Apoio à Reabilitação de Braga); Fraião (equipa 1); Sequeira; Merelim (equipa 1); Nogueira (equipa 1); Lomar; e Palmeira (equipa 1).

De realçar, o feito alcançado pelas Juntas de Freguesia de Ferreiros e da Aveleda (representada pelo Centro Social e Paroquial) que conseguiram apurar para esta fase as duas equipas inscritas na prova, denotando-se uma grande cumplicidade entre os praticantes que souberam constituir duas equipas equilibradas e com grande sentido de pertença à sua junta/entidade.

A primeira final do dia, atribuição do 3.º e 4.º lugar, colocou em oposição as equipas da Junta de Freguesia de Ferreiros e da Junta de Freguesia de Lamaçães (representada pela ACARE – Associação Comunitária de Apoio à Reabilitação de Braga).

Na outra final, na disputa do 1.º e 2.º lugar, estiveram duas “velhas” conhecidas, a Junta de Freguesia de Maximinos, Sé e Cividade (representada pela Academia Sénior Dr. Egas Moniz – equipa 1) e a Junta de Freguesia de Fraião (equipa 1).

A grande vencedora da prova foi a Junta de Freguesia de Maximinos, Sé e Cividade (representada pela Academia Sénior Dr. Egas Moniz – equipa 1). Na 2.ª posição, ficou a Junta de Freguesia de Fraião e na terceira posição, uma estreante, a equipa da Junta de Freguesia de Lamaçães (representada pela ACARE – Associação Comunitária de Apoio à Reabilitação de Braga).

Em Fevereiro, realiza-se a 2.ª e última volta da Primeira Liga Boccia Sénior Braga 2019/20 que irá apurar o Campeão desta Liga. O Campeão da Liga resulta da aplicação de um ranking que irá ordenar as equipas, pela obtenção de pontos, que serão atribuídos à prestação das equipas nas duas voltas. Será assim premiada com o Troféu de Campeão, a equipa mais regular nas duas voltas.

A prova contou com o apoio da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães, do Banco Local de Voluntariado de Braga, da equipa de arbitragem federada da CM Maia – D. Desporto e dos Bombeiros Sapadores de Braga e de elementos da secção de Boccia do Sporting Clube de Braga.

Na cerimónia de entrega das medalhas estiveram em representação da CM Braga a Dr.ª Ana Ferreira (Chefe de Gabinete de Apoio à Presidência) e do SC Braga o Eng. Joel Pereira (Diretor Geral das modalidades).

De salientar que o modelo adotado pelo Programa Boccia Sénior Braga (realização de duas Ligas diferentes, de acordo com o nível de domínio do jogo e limitação funcional dos praticantes), serviu de inspiração à PCAND. A entidade que tutela a modalidade em Portugal, implementou, nesta época desportiva, o mesmo sistema.

O programa “Boccia Sénior Braga”, iniciado em dezembro de 2015, é uma atividade direcionada para a população Sénior do concelho de Braga. É desenvolvido graças a uma parceria entre a Câmara Municipal de Braga e o Sporting Clube de Braga – Secção de Boccia, assinada ao mais alto-nível institucional por Ricardo Rio e António Salvador.

LINK FOTOS DO EVENTO –https://photos.app.goo.gl/cXE22nrmmEfshxd29

José Gonçalves e Isaura Lopes vencem a 1ª volta do Campeonato SC Braga

José Gonçalves e Isaura Lopes acabaram a 1ª volta do Campeonato SC Braga de Boccia 2019-20 em 1º lugar da Divisão A e da Divisão B, respectivamente.

Isaura Lopes sagra-se vencedora da 1ª volta da Divisão B, depois de vencer todos os jogos realizados, seguida de perto por Eunice Raimundo com menos uma vitória. A posição final desta 1ª Volta encontrou-se no jogo que colocou frente-a-frente estas duas jogadoras, que certamente farão um campeonato cerrado para tentarem a vitória final e a subida à Divisão A para a época de 2020-2021.

Na Divisão A a luta foi acérrima entre José Gonçalves, José Macedo e Domingos Vieira. Estes jogadores terminaram todos empatados, tendo que se aplicar o 2º critério de desempate nesta prova, avaliando que jogadores venceram mais parciais nos jogos realizados entre sí.

Assim, o atual Campeão da prova (2018-19), José Gonçalves, vence esta 1ª Volta, percebendo-se que não terá tarefa fácil para renovar o título e lutar pela 3ª vitória na prova. Tanto José Macedo como Domingos Vieira estão decididos a lutar pela vitória final, não descurando a “intromissão” de Mário Peixoto (3º da época passada) o qual não teve um bom início de prova, mas irá criar, certamente, dificuldades nas 3 voltas que ainda faltam disputar até final da época.

Classificação Divisão A

1º José Gonçalves: 8 Pontos (Desempate: Vitória 5 parciais entre jog empatados)

2º José Macedo: 8 Pontos (Desempate: Vitória 4 parciais entre jog empatados)

3º Domingos Vieira: 8 Pontos (Desempate: Vitória 3 parciais entre jog empatados)

4º Mário Peixoto: 4 Pontos

5º Joana Pereira: 2 Pontos

6º Luís Caravana: 0 Pontos

Classificação Divisão B

1º Isaura Lopes: 10 Pontos

2º Eunice Raimundo: 8 Pontos

3º Ivo Oliveira: 4 Pontos (Desempate: Vitória 5 parciais entre jog empatados)

4º Carlos Clemente: 4 Pontos (Desempate: Vitória 4 parciais entre jog empatados)

5º Joaquim Soares: 4 Pontos (Desempate: Vitória 3 parciais entre jog empatados)

6º Paulo Oliveira: 0 Pontos

Melhores marcadores:

Divisão A: Domingos Vieira

Divisão B: Isaura Lopes

Melhor defesa:

Divisão A: José Gonçalves

Divisão B: Eunice Raimundo

O Campeonato SC Braga continuará, agora para a sua 2ª de 4 voltas, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2020.

Boccia SC Braga na 1ª Volta do Regional em Felgueiras

O Sporting Clube de Braga estará presente na 1ª Volta do Campeonato Regional de Boccia, a decorrer nos dias 7 e 8 de dezembro de 2019, no Pavilhão Desportivo da Escola Dr. Machado de Matos, em Felgueiras.

Os 50 atletas presentes, provenientes de 14 clubes da Zona Norte, irão disputar as provas da 1ª e da 2ª divisões do Campeonato Regional, procurando alcançar o tão almejado título regional e o acesso ao Campeonato Nacional.

Domingos Vieira – Bi Campeão Regional Norte (2017/2018 e 2018/2019)

O Sporting Clube de Braga far-se-à representar por 6 atletas das classes BC1 (Carlos Clemente), BC2 (Joaquim Soares e Paulo Oliveira), BC4 (Domingos Vieira) e BC5 (Ivo Oliveira e Isaura Lopes), acompanhados por uma comitiva de 2 treinadores e 6 acompanhantes técnicos, num total de 14 elementos.

Os Guerreiros do Minho procuram renovar os excelentes resultados obtidos na época passada, quando alcançaram 4 medalhas nesta prova que é dividida em duas voltas.

De realçar a procura do título de Tri-Campeão Regional BC4 por parte de Domingos Vieira. Também, a manutenção ou superação dos títulos de Vice-Campeões Regionais de Carlos Clemente (BC1) e de Ivo Oliveira (BC5), como ainda de Isaura Lopes (BC5 – 3º), obtidos na época transacta.

4 medalhas em 2018/2019 (Ivo Oliveira; Isaura Lopes; Carlos Clemente; Domingos Vieira)

1ª Liga Boccia Senior Braga entra em ação!

Na próxima quinta-feira, dia 5 de dezembro, irá decorrer no Pavilhão Desportivo de Lamaçães, das 10.00 às 16.30, a 1.ª Volta da Primeira Liga Boccia Sénior Braga 2019/20 dirigida para os participantes inscritos no Programa com proveniência das Uniões / Juntas de freguesia do Concelho de Braga.

Dado o número elevado de participantes inscritos no Programa, decidiu-se alargar o número de praticantes/equipas na prova. Assim, cada União / Junta de Freguesia terá a possibilidade de inscrever na prova duas equipas. Como resultado direto desta alteração, a Liga passará das 16 equipas inscritas na época passada para as 26 na presente época. Pretende-se com esta mudança incrementar o número de praticantes em atividade na Liga e assim aumentar a competitividade da prova.

A prova, que se realiza a duas voltas, contará este ano com uma fase de grupos, seguindo-se uma a fase de eliminatória direta, até ser encontrado o vencedor.

Será ainda implementado um sistema de ranking que irá permitir ordenar as equipas inscritas, para efeito da constituição dos grupos de competição e, numa fase inicial, apurar o Campeão da Liga 2019/20 após conclusão das duas voltas.

Prova desta inovação da prova é o facto de se estar a articular esforços para este ano formar/constituir jogadores/equipas com o intuito de participarem, já este ano, nos Campeonatos Nacionais da Modalidade em representação do SC Braga.

Mais um salto quantitativo e qualitativo neste curto tempo de “vida” do Programa que conquista, pela sua dinâmica e evolução, maior interesse e relevância na vida dos seniores do Concelho de Braga. 

O Programa conta, até ao momento, com cerca de 350 participantes inscritos, que se dividem pelas Ligas (primeira e segunda), existindo uma lista de manifestação de interesse muito extensa.

O Programa Boccia Sénior Braga  é direcionado ao público sénior do Concelho de Braga, promovendo a qualidade de vida, o envelhecimento ativo e a integração social daqueles que muitas vezes são esquecidos ou deixados para segundo plano mas que, neste caso específico, são reconhecidos e valorizados pelas suas competências e conquistas! 

Um despertar de emoções, autoconfiança, alegria, realização, sentido de pertença a uma Cidade e a um Clube, graças à iniciativa das entidades promotoras do Programa Boccia Sénior Braga (Câmara Municipal de Braga e Sporting Clube de Braga – Secção de Boccia).  

Anima Una e Centro Social de Aveleda lideres da 2ª Liga Boccia Sénior Braga 2019-20

Realizou-se no passado dia 26 de novembro, no Pavilhão Desportivo de Lamaçães, a 1.ª Volta da Segunda Liga Boccia Sénior Braga 2019/20. na presença de 14 equipas provenientes de várias Instituições particulares de solidariedade social do Concelho de Braga, inscritas no Programa Boccia Sénior Braga. 

Nesta primeira volta a equipa da ANIMA UNA – Associação De Apoio Social, campeã em título da 2.ª Liga 2018/19, mostrou uma vez mais a sua supremacia ao vencer 5 dos seis jogos disputados, conseguindo assim lograr a 1.ª posição da série A.

Logo a seguir, na 2.ª posição, a uma vitória do 1.º classificado, ficou o Centro Social de Cunha – Associação de Pais e Amigos da Freguesia de Cunha que regressa aos bons resultados depois de ver reforçada a equipa com novos jogadores nesta época.

Na 3.ª posição, e apenas a 2 vitórias do 1.º classificado, seguiram-se três equipas, ACARE – Associação de Apoio à Reabilitação de Braga, Real Centro Sénior e o Centro Social da Paróquia de Adaúfe, este último recém-promovido à série A depois de ter alcançado o título de campeão na série B na época passada.

No que respeita à série B, existiu durante toda a jornada um grande equilíbrio nos jogos disputados, dado que apenas uma vitória separou o 1.º classificado do 5.º classificado. O grande vencedor desta 1.ª volta foi o Centro Social Paroquial de Aveleda.

Em fevereiro realiza-se a 2.ª Volta que, após realização dos jogos referentes à jornada, pretende identificar e premiar as equipas que se classificam nas três primeiras posições de cada uma das séries. Haverá ainda uma finalíssima que colocará frente-a-frente os vencedores de cada uma das séries de forma a apurar o Campeão da Segunda Liga Boccia Sénior Braga 2019/20.

O apoio à prova esteve a cargo de elementos da Secção de Boccia do Sporting Clube de Braga e dos Técnicos Desportivos afetos ao Programa, bem como foi assegurado apoio por parte de Voluntários do Banco Local de Voluntariado de Braga. A arbitragem foi assegurada por elementos pertencentes ao Programa.

No próximo dia 5 de Dezembro, das 10.00 às 16.00, no Pavilhão Desportivo de Lamaçães, será a vez da 1ª Liga Boccia Sénior Braga 2019/20 ter a sua primeira prova. Esta prova está orientada para os participantes inscritos no programa oriundos das uniões e juntas de freguesia do concelho.

Fotos, CLICAR AQUI

Arranca este sábado o VI Campeonato SC Braga de Boccia 2019-2020

Inicia no dia 09 de novembro, no Pavilhão Municipal de Ferreiros, o VI Campeonato SC Braga de Boccia 2019-2020, com a realização de 120 jogos nas duas divisões (A e B), 60 jogos em cada uma, ao longo de 4 voltas sub-divididas em 3 jornadas cada, entre novembro de 2019 e junho de 2020.

Cada divisão é constituída por 6 jogadores, sendo encontrados através do ranking atualizado SCB, e integrando, na divisão A o campeão da época passada da Divisão B, e na divisão B passando a jogar o último classificado da Divisão A.

Cada jogador irá realizar 20 jogos, defrontando o mesmo adversário de cada grupo por 4 vezes, sendo obrigatória a alternância de cor das bolas jogadas entre os jogadores, de jogo para jogo, bem como a rotatividade entre campos.

Os jogos terão tratamento estatístico regular e será realizado o registo vídeo e o registo online de avaliação de cada jogo, para um melhor acompanhamento da prestação de cada jogador e proporcionar dados objetivos para reflexão e correcção.

No final serão apurados os campeões de cada divisão e os jogadores com melhor diferença entre pontos marcados e pontos sofridos, a melhor diferença de vitórias e derrotas nos seus parciais e nos parciais adversários.

Na época passada o campeão da divisão A foi José Gonçalves, o qual já é duplo vencedor da prova, e o da divisão B Joana Pereira.

Dada a grande competitividade que existiu na época anterior, espera-se que esta época a competitividade seja ainda maior. Assim, se preparam os jogos para as provas federadas e vai-se corrigindo o treino para incidir nos aspectos fundamentais.

Ao assalto do Pódio! À luta pelo título!