E as medalhas já ninguém as tira! Bronze no Rio de Janeiro Boccia World Cup’2022

A secção de Boccia deseja manifestar a sua enorme satisfação e orgulho pela conquista da medalha de bronze, pelos nossos Gverreiros do Minho José Abílio Gonçalves e Paulo Correia.

A prova afigurava-se como extremamente exigente, como o foi, reforçada pelo fato da elevadíssima competitividade que a classe BC3 tem demonstrado nos últimos anos. Prova disso mesmo a eliminação do campeão paralímpico em Tóquio, logo na fase de grupos, e o facto de se ter de recorrer a critérios de desempate para apuramento dos jogadores para a fase de eliminatórias em 75% dos grupos em jogo.

Na fase de grupos, José Abílio Gonçalves (32º rank mundial) defrontou William Arnott (38º rank mundial – Grã Bretanha); Eric Busssiere (15º rank mundial); e Mateus Carvalho (6º rank mundial – Brasil).

No primeiro jogo venceu o 2º cabeça de série por 5-1, o canadiano Eric Bussiere, nº 2 do continente americano.

No jogo seguinte, o adversário era, nem mais nem menos, o Campeão do Continente Americano (São Paulo’2021), o jogador mais cotado a nível mundial deste continente (nº 6 rank mundial), e que jogava “em casa”. José Abílio Gonçalves perdeu pela margem mínima (3-4), num jogo que poderia ter tido outro resultado final a favor do jogador lusitano.

Este resultado perante o brasileiro Mateus Carvalho colocou enorme pressão para o jogo final do grupo, onde iria defrontar o britânico William Arnott, também um atleta novo, e que já tinha vencido os 2 jogos que tinha realizado perante Eric Bussiere e Mateus Carvalho.

Já com Eric Bussiere fora da corrida para o apuramento, os jogos finais do grupo decidiriam a passagem aos quartos de final, entre José Abílio Gonçalves (1 vitória e 1 derrota), Mateus Carvalho (1 vitória e 1 derrota) e William Arnott (2 vitórias e 0 derrotas).

Estando obrigado a vencer o britânico William Arnott, José Abílio Gonçalves fez um jogo muito controlado, garantindo a vitória por 4-1 e a passagem aos 1/4 de final em primeiro lugar do grupo. No outro jogo decisivo, Mateus Carvalho venceu Eric Bussiere, carimbando a segunda posição no grupo e o consequente apuramento para a fase seguinte.

Nos 1/4 de final, José Abílio Gonçalves encontrou o seu colega de seleção, o campeão nacional Avelino Andrade, que tinha sido segundo no seu grupo de apuramento. Num jogo “entre conhecidos”, o atleta bracarense não deu hipóteses e venceu por 6-0, tendo controlado permanentemente o jogo em todos os parciais.

Assim, encontrou nas meias finais um dos atletas de referencia do Boccia atual, o australiano Daniel Michel, número 3 do ranking mundial e medalha de bronze nos últimos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Foi mais um jogo dificílimo, como se previa. Os dois primeiros parciais não correram como previsto para o atleta lusitano, dadas as dificuldades que encontrou perante as primeiras bolas complicadas do australiano. José Abílio Gonçalves conseguiu recompor-se na segunda metade do jogo, e por pouco poderia ter levado o jogo para empate, no último parcial.

A discussão da medalha de bronze foi perante o francês Samir Van Der Beken (14º rank mundial e 7º rank europeu). O jogo foi sofrido, mais uma vez extremamente difícil, com o evoluir do resultado alternado e próximo 1-0, 1-1, 1-2 e 2-2. José Abílio Gonçalves conseguiu, deste modo, o empate no último parcial, levando o jogo para parcial de desempate, o qual acabou por vencer.

Depois da sua estreia individual no Campeonato da Europa, em Sevilha (novembro de 2021), onde foi 9º, tendo defrontado atletas como o russo Alexander Legostaev (5º rank mundial) ou o checo Adam Peska (1º rank mundial e campeão paralímpico), José Abílio Gonçalves conquista a sua 1ª medalha internacional e arrecada pontos importantíssimos para lutar pelo seu apuramento para Paris’2024.

PARABÉNS JOSÉ ABÍLIO GONÇALVES

PARABÉNS PAULO CORREIA

“O que dá o verdadeiro sentido ao encontro é a busca, e é preciso andar muito para se alcançar o que está perto.”

José Saramago

Bronze para José Abílio Gonçalves no Rio de Janeiro: PARABÉNS!

José Abílio Gonçalves conquistou a medalha de bronze na Taça do Mundo de Boccia, que se realiza no Carioca Arena, no Rio de Janeiro.

Acompanhado por Paulo Correia, José Abílio Gonçalves teve um jogo dificílimo perante o francês Samir Van Der Beken (nº 14 do ranking mundial), tendo terminado o jogo empatado a 2-2. No parcial de desempate, José Abílio Gonçalves levou a melhor sobre o seu adversário, apesar de o embate ter sido sempre muito aguerrido até à última bola.

Com este extraordinário resultado, José Abílio Gonçalves dará um avanço importante no ranking mundial, superando, em muito, a sua posição atual (32º ranking mundial). Relembramos que esta é somente a segunda participação individual do Gverreiro do Minho, após a sua excelente estreia no Campeonato da Europa, no passado mês de novembro de 2021, em Sevilha, ficando em 9º lugar, numa prova que defrontou, entre outros russo Alexander Legostaev (5º ranking mundial) e o checo Adam Peska (1º ranking mundial e atual campeão paralímpico), em relação ao qual só perdeu após parcial de desempate.

Para além dos excelentes resultados que tem obtido em Portugal, especialmente tem demonstrado uma enorme consistência nestes, fator revelador da sua qualidade e domínio da modalidade. Estes resultados resultaram na convocatória regular para os trabalhos da seleção nacional, e agora na oportunidade em representar Portugal nos eventos mais importantes à escala global.

O clube quer deixar um enorme agradecimento por toda a entrega realizada nas épocas anteriores, num trabalho de grande volume e qualidade que deu os seus frutos, e que se tornou um exemplo para todos.

Parabéns José Abílio Gonçalves. Parabéns Paulo Correia.

ORGULHO DOS GVERREIROS DO MINHO

Espectacular: José Abílio Gonçalves nas 1/2 finais da Taça do Mundo de Boccia’Rio 2022

Espetacular, mesmo!

No Carioca Arena do Rio de Janeiro, o arsenalista José Abílio Gonçalves, acompanhando por Paulo Correia, carimbou a passagem às 1/2 finais da Taça do Mundo de Boccia, após uma vitória concludente por 6-0 perante o seu colega da seleção Avelino Andrade.

Nas meias finais, José Abílio Gonçalves irá defrontar o australiano Daniel Michel (nº 3 do ranking mundial). Na outra meia final defrontar-se-ão o francês Samir Van Der Beken e o brasileiro Mateus Carvalho.

Fantástica prestação do atleta do SC Braga, em representação da seleção nacional, conseguindo na sua segunda prova internacional chegar às meias finais de um evento desta importância, feito a assinalar pela precocidade mas justificado pelo enorme potencial e talento desta certeza do Boccia bracarense e de Portugal.

Parabéns Abílio. Parabéns Paulo.

Taça do Mundo de Boccia: José Abílio Gonçalves inicia a prova com vitória

José Abílio Gonçalves, acompanhado por Paulo Correia, iniciou a sua participação na Taça do Mundo de Boccia, que decorre entre 15 de abril e 03 de maio no Carioca Arena do Rio de Janeiro (Brasil), com uma vitória perante o Canadiano Eric Bussiere (15º rank mundial e 2º rank América), por 5-1.

José Gonçalves jogará o seu segundo jogo, do grupo C, com o campeão americano. o brasileiro Mateus Carvalho, número seis (6) do ranking mundial e número um (1) do continente americano. Certamente que será um jogo extremamente difícil, não só pela mais-valia da experiência e ranking mundial do seu adversário, mas ainda mais pelo fato deste ter perdido com o britânico William Arnott, pela margem mínima (2-3), estando desesperado por uma vitória para se manter na corrida para o apuramento para os quartos de final.

José Abílio Gonçalves ocupa a 32ª posição do ranking mundial (18ª posição europeia) após a sua estreia individual, e internacional, no Campeonato da Europa, no passado mês de novembro de 2021, em Sevilha, onde foi 9º classificado.