Mundial de Boccia: 4 atletas lusos ainda em prova

Terminada a fase de grupos, Portugal apresenta 4 atletas, dos seus 10 atletas, presentes nos 1/8 de final da prova.

António Marques na divisão BC1; Fernando Ferreira, Abílio Valente e Cristina Gonçalves na divisão BC2; estarão a competir para alcançar os 1/4 de final. António Marques terá um adversário de nível muito similar ao seu, o grego Soulanis, prevendo-se um jogo extremamente equilibrado. Abílio Valente defrontará Hiu Yeung de Hong Kong, Cristina Gonçalves o mexicano Oseguera e Fernando Ferreira o nº 1 do ranking mundial, o brasileiro Maciel Santos. Não serão jogos fáceis, mas também não se esperava ser de modo diferente a partir da fase das eliminatórias, de um Mundial.

Zé

Alguma, relativa, deceção nos resultados dos atletas das divisões BC3 e BC4, aliás as divisões que têm obtido resultados regulares de bom nível nas competições internacionais mais recentes, realçando-se o facto de os nossos Guerreiros do Minho não terem conseguido superar a fase de grupos.

José Carlos Macedo teve um jogo menos feliz na abertura da prova, contra a brasileira Evani Calado, falhando várias ações ofensivas e sofrendo uma penalização, o que lhe custou a derrota pela margem mínima (2-3). No segundo jogo, com a campeã paralímpica Ye Jin Choi (Coreia), um jogo difícil e que tinha a necessidade de vencer, também não foi afortunado, tendo que ir a parcial de desempate (2-2), perdendo neste parcial apesar de nas 2 últimas bolas ter tido oportunidade de o vencer.

Domingos Vieira tinha também um grupo difícil. Depois de vencer a sua colega da seleção Carla Oliveira, tinha de vencer os 2 asiáticos do grupo (Sun Gkyu Kim – Coreia e Vivian Lau – Hong Kong), o que não foi possível.

Carla.jpg

Atletas portugueses para os 1/8 de final:

BC1
António Marques X Panagiotis Soulanis (Grécia)

BC2
Fernando Ferreira X Maciel Santos (Brasil)
Abílio Valente X Hiu Yeung (Hong Kong)
Cristina Gonçalves X Jesus Oseguera (México)

 

Resultados globais – MUNDIAL DE BOCCIA – PEQUIM

VITÓRIAS: 14

DERROTAS: 15

JOGOS POR JOGAR (1/8): 4

 

BC1
António Marques x IO Hong Mac-choi (Macau) – VITÓRIA:11-2
António Marques X Luiz Lima (Brasil) – DERROTA: 2-4
António Marques X José Chagas (Brasil) – VITÓRIA: 4-3
João Paulo Fernandes X Lukas Balazi (Eslováquia) – DERROTA: 2-2
João Paulo Fernandes X Daniel Pérez (Holanda) – DERROTA: 0-9

BC2
Abílio Valente X Risa Kainuma (Japão) – VITÓRIA: 5-3
Abílio Valente X Martin Davis (Grã Bretanha) – VITÓRIA: 8-0
Abílio Valente X Joshua Rowe (Grã Bretanha) – VITÓRIA: 5-1
Fernando Ferreira X Jesus Oseguer (México) – DERROTA: 1-5
Fernando Ferreira X Nigel Murray (Grã Bretanha) – VITÓRIA: 8-2
Fernando Ferreira X Dimitry Kozmin (Rússia) – VITÓRIA: 5-2
Cristina Gonçalves X Yushae Andrade (Bermuda) – VITÓRIA: 6-3
Cristina Gonçalves X Lucas Araújo (Brasil) – VITÓRIA: 3-2
Cristina Gonçalves X Nada Levy (Israel) – DERROTA: 2-3

BC3
Luís Silva X Sze Ning Toh (Singapura) – DERROTA: 1-4
Luís Silva X Aki Kosaka (Japão) – VITÓRIA: 5-0
Luís Silva X Grigorios Polychronidis (Grécia): DERROTA: 0-5
José Carlos Macedo X Evani Calado (Brasil) – DERROTA: 2-3
José Carlos Macedo X Ye Jin Choi (Coreia) – DERROTA: 2-2
José Carlos Macedo X K. Werwimp (Bélgica) – VITÓRIA: 5-3
Armando Costa X Marylou Martineau (Canadá) – VITÓRIA: 21-0
Armando Costa X Li Eyuan Dong (China) – DERROTA: 0-13
Armando Costa X Maria Bjurstrom (Suécia) – VITÓRIA: 4-4

BC4
Domingos Vieira X Carla Oliveira – VITÓRIA: 5-0
Domingos Vieira X Sun Gkyu Kim (Coreia) – DERROTA: 2-6
Domingos Vieira X Vivian Lau (Hong Kong) – DERROTA: 2-4
Carla Oliveira X Domingos Vieira – DERROTA: 0-5
Carla Oliveira X Vivian Lau (Hong Kong) – DERROTA: 2-3
Carla Oliveira X Sun Gkyu Kim (Coreia) – DERROTA: 1-7

Portugal de Bronze na China

PORTUGAL ARRECADA A PRIMEIRA MEDALHA NA CHINA

Portugal x Coreia

Após terem discutido o parcial de desempate com a Coreia a 4-4, Portugal venceu a Grécia por 5-1 para a discussão da medalha de bronze, num jogo de disputa pelo último lugar do pódio onde Portugal foi claramente mais forte que os campeões paralímpicos em título.

Este é um grande resultado que confirma a potência que Portugal representa na divisão de Pares BC3. Lembramos que, nesta divisão, Portugal foi vice-campeão do mundo em 2010, medalha de prata nos Jogos Paralímpicos’ 2012 e campeão da europa em 2013.

Parabéns José Carlos Macedo, Armando Costa, Luís Silva, e aos praticantes não competitivos Roberto, Vânia e Ricardo, bem como a toda a equipa técnica.

A Coreia revalidou o título de campeã mundial e a Grã Bretanha sucede a Portugal como vice campeã.

Os resultados finais das provas colectivas são os seguintes, com a Europa a somar 3 medalhas, a Ásia 4 medalhas e a América 2:

BC1/BC2 Equipa

  • Ouro – Tailândia
  • Prata – Brasil
  • Bronze – Grã Bretanha

BC3 Pares

  • Ouro – Coreia do Sul
  • Prata – Grã Bretanha
  • Bronze – Portugal

BC4 Pares

  • Ouro – Hong Kong
  • Prata – Brasil
  • Bronze – China