José Gonçalves Vice-Campeão Regional da 1ª divisão. Joana Pereira vence a 2ª divisão e Luis Costa obtém a 2ª posição

José Gonçalves/Paulo Correia – Vice-Campeão Regional 1ª Divisão

Joana Pereira/Ana Rita Barbosa -Campeã Regional 2ª Divisão

Luís Costa/Afonso Costa – Vice-Campeão Regional 2ª Divisão

Uma entrada em grande do Sporting Clube de Braga este fim-de-semana, nos Campeonatos Regionais Norte, BC3, das 1ª, 2ª e 3ª divisões, que ocorreu no pavilhão gimnodesportivo da Escola Secundária de Barcelinhos. O Sporting Clube de Braga alcançou 3 títulos regionais nesta prova, com os seus atletas na 1ª divisão e na 2ª divisão, a mostrarem o seu valor.

José Abílio Gonçalves, acompanhado por Paulo Correia, conquistou o título de Vice-Campeão Regional Norte da 1ª divisão. O atleta do SC Braga terminou a prova empatado com Avelino Andrade da APPC Porto, mas a derrota perante este adversário, por 3-3, após parcial de desempate, ditou o desfecho final da classificação. Realça-se o facto de José Abílio Gonçalves ter sido o melhor marcador da prova, com 35 pontos marcados, e ter apresentado a defesa mais sólida, com apenas 10 pontos sofridos nos 6 jogos realizados.

Mário Peixoto / Alberto Peixoto e Eunice Raimundo / Amélia Carrapito, ficaram na 4ª e 7ª posições, respetivamente.

Esta foi uma prova muito competitiva, com jogos extremamente equilibrados e difíceis, tornando esta divisão um verdadeiro desafio a todos os atletas.

Na 2ª divisão, Joana Pereira / Ana Rita Barbosa obteve o título de Campeã Regional Norte, ao bater o seu colega de clube, Luís Costa / Afonso Costa, na final da prova desta divisão, pelo resultado de 6 – 1. Assim, os 2 representantes do clube arsenalista alcançaram as classificações máximas desta divisão, demonstrando o seu poderia perante os adversários. Na 3ª posição ficou Rui Ribeiro do FC Porto.

Joana Pereira e Luís Costa confirmam, deste modo, o seu potencial, lutando para subir de divisão e lutar com os atletas de elite nacionais.

Na 3ª divisão, onde o SC Braga não teve representantes, a vitória pertenceu a Virgílio Ferreira do FC Porto, seguido de Diogo Castro também do mesmo clube, e na 3ª posição Rui Silva da ABLS.

Esta prova teve um desenho competitivo diferente do aplicado nas épocas anteriores, acolhendo os atletas em 3 divisões, de forma a aumentar a competitividade em cada uma, o que foi visível em todas as divisões.

Após a realização das provas regionais da classe BC3, segue-se a prova para os mais jovens (Torneio Novos Talentos) e as provas regionais das classes BC1, 2, 4 e 5.